Relato da Aula 08 – Metodologias 2ª Geração

Atividades: Nesta aula fizemos uma composição e pesquisa sonora baseadas nas idéias de Schafer.

Comentários: Todos em roda, sentados e olhos fechados. Quando alguém começar, começamos todos – somos um grupo. A composição transcorria bem, cada um criando e pesquisando sons vocais diversos, com total liberdade de escolha. Decorridos alguns minutos comecei a ficar inquieta. Não queria mais ficar de olhos fechados, mas tentei mais um pouco. Decorridos mais alguns minutos não consegui mais e abri os olhos. Sabia que quando isso acontecesse a pesquisa estaria finita para mim.Para minha surpresa, outros já estavam de olhos abertos, alguns segurando risadinhas, outros com o desejo estampado no rosto que aquilo terminasse logo e outros – a maioria – de olhos fechados criando e pesquisando sons. Eu não senti vontade de rir, mas queria que terminasse logo, porém quando parecia que ia acabar alguém começava novamente e a coisa crescia com tal intensidade que me espantou por mais de uma vez. Ao final da composição muitos disseram que gostaram, um colega disse que virou bagunça e outra colega disse que foi chato. Quanto a mim, sinceramente achei muito longo e acredito que não é uma proposta para crianças: elas não fechariam os olhos (ou no máximo por poucos segundos) e acho que viraria bagunça no caso delas…. Schafer é assim mesmo. Tem essas idéias diferentes, nada tradicionais e por isso ele choca muitas pessoas. Como eu já li o ouvido pensante na íntegra e já fiz alguns cursos com a Enny encaro tudo isso com muita naturalidade,  sei que a proposta é interessante, apenas acho que se muito longa as pessoas podem se cansar e se dispersarem, como aconteceu com alguns de nós, além de não pensar (pelo menos no momento) em aplicar com meus alunos.  Talvez seja um ceticismo de minha parte…. não sei… preciso refletir mais sobre isso e arriscar com algum grupo que eu já tenha um laço forte de confiança. Lendo meu blog a Enny me disse essa frase que é para mim importante e mostra uma abertura sobre a realidade: “As coisas mais aparentemente caóticas adquirem sentido quando somos capazes de explicar nosso objetivos…existe uma ordem que subjaz ao caos.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: