Uma reflexão sobre essa primeira etapa….

Como traduzir em palavras os aprendizados desta primeira etapa percorrida? Nem sei se a palavra certa é “aprendizado”. Concretamente, aprendi muito pouca coisa em termos de conteúdo. Já tinha lido, relido e estudado para provas! – boa parte de todos esses textos que os professores trouxeram. Porém algo novo e muito importante aconteceu: fui provocada a ler estes textos, entender além de suas palavras, tirá-las do papel e confrontá-las com a realidade. Isso para mim foi um divisor de águas, como se costuma dizer. Mudou tudo! Não sou mais a mesma depois de me banhar neste rio! Foi uma tomada de consciência. Um clique. O que de mais valioso aprendi foi uma nova maneira de olhar, a qual já vem me ajudando na minha prática pedagógica. Parece um papo demagógico, mas é pra valer! Algumas frases ditas pela Enny e pela Ruth foram cruciais nesse processo: “ninguém ensina o que não sabe”, “tudo o que existe são as diferenças, a igualdade é criação humana”, “meu aluno como um ser complexo” – não no sentido banalizado do termo -, “temos que ter a dúvida o tempo todo: o novo que vem e que não consigo controlar”, “o professor tem que ser um intelectal generalista”, “o professor deve abandonar as certezas, a menos que elas estejam no campo da ética. Porém no campo da ciência e das artes, tudo está em movimento”, “quando a gente se encanta pelo conhecimento, podemos melhorar”, “Eu tenho a capacidade de intervir, de ser um agente transformador. Não é uma visão romântica, mas política.”, “tudo é uma questão política: ou estou para repetir ou estou para transformar”, “pormenores não interessam”, “tudo está conectado a tudo”, “superação de uma visão reducionista”, “ter poder com o outro, não sobre o outro”, “possibilitar um ambiente dialógico”, “o simples não existe, só há o simplificado”, “é preciso quebrar paradigmas”, “educar o ser-humano multidimensional”, entre tantas outras! Mas, e agora? O que fazer com tudo isso? A escola continua “feia”, cheia de problemas, meus alunos continuam com suas misérias…. mas como diz a Ruth, “é preciso ter gana”. Eu tenho! Quero ser uma educadora-militante e lutar por uma “educação menor” na minha escola! Quero muito fazer um trabalho sério e bonito com meus alunos. Quero aprender sempre mais e ser cada vez mais capaz de ter um olhar multidimensional sobre mim e sobre eles! Embora quase todos não saibam – convencidos pela própria história da educação musical brasileira –  que a música serve para muita coisa na escola, eu tenho o desejo de “quebrar esse paradigma” na minha escola. Quero afetar positivamente a vida dos meus alunos, ajudando-os a conhecer e a viver algumas das várias possibilidades do maravilhoso mundo da música e principalmente, tenho a esperança de ajudá-los a serem seres humanos melhores e mais felizes! “O caminho se faz ao caminhar” – Antonio Machado.

2 respostas para Uma reflexão sobre essa primeira etapa….

  1. Ruth disse:

    Muito boas suas reflexões…apontam para uma perspectiva crítica em relação às práticas docentes. Isso é absolutamente fundamental para a garantia de um bom trabalho educativo. Desejo muito boa sorte em sua empreitada!
    beijinhos
    Ruth

  2. melina disse:

    Rosângela, que delícia ler este seu relato sobre as tomadas de consciência ocorridas ao longo do primeiro semestre no curso! Mudar as lentes com que se olha o aluno, a escola, a Educação Musical, é mudar tudo! Os mesmos textos, as mesmas práticas foram re-significados e, continuarão sendo a cada instante, pois você está se vendo desafiada e motivada a fazer a sua história como educadora musical em diálogo com os seus alunos.Que corpo e pensamento possam estar sempre em coerência para uma atuação profissional cada vez mais plena. Abraço da Melina

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: