Relato da Aula 15 – PSICO

Atividades: Iniciamos o trabalho final em grupo: propor um currículo de música para a escola fundamental, levando em conta alguns princípios / diretrizes curriculares e um plano de curso.

Comentários: Sem dúvida “este trabalho final vai dar trabalho!” Começamos a discutir (eu, Cassia, Keila, Celia e Lucila) e percebemos algumas de nossas diferenças de opiniões… e infelizmente não deu tempo de concluir a discussão…. Uma coisa é fato: como estamos todos contaminados com a ideia de um currículo conteudista, formal, formatado… é abstrato pensarmos em escola sem parede, sem séries ou graus, sem fragmentação dos conteúdos em disciplinas… em professor de todo mundo, em aluno de todo mundo, como na Escola da Ponte… A Ruth chamou-nos a atenção para pontos importantíssimos: “Currículo é ação política, é campo de luta”. É preciso mudar – e rápido – o currículo. É preciso focar no que é fundamental, essencial, ser mais agressivo na sua elaboração. O educando precisa aprender a estrutura fundamental de um campo de conhecimento – suas “ideias poderosas”.  Quais são os fundamentos da música? O que meu aluno “precisa” aprender em Música? Não esquecer de um currículo em espiral: o mesmo conteúdo aprofundado cada vez mais. Pormenores não interessam, eles serão fatalmente esquecidos. “O currículo estabelece diferenças, constrói hierarquias, produz identidades” – Tomaz Tadeu da Silva.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: