Texto “A psicologia e o mestre” – Vigotski

  • Toda teoria da educação apresenta as suas próprias exigências ao mestre;
  • O mestre atua como recurso auxiliar e instrumento de educação;
  • Não é o mestre que educa, mas o próprio aluno;
  • O mestre deve educar no seu aluno a habilidade para adquirir conhecimentos e utilizá-los;
  • O professor deve desenvolver em seu trabalho aspectos de dinamismo e vida;
  • O mestre deve ter a consicência da beleza e do sagrado de sua missão;
  • O mestre que não é quente nem frio, apenas morno, nunca poderá ser um bom professor;
  • O magistério não é para qualquer um, mas para o apto;
  • O mestre tem que beber de uma fonte abundante;  só pode passar informações em forma interessante aquele que for capaz de dar cem vezes mais do que efetivamente tem que dar;
  • O mestre deve ser capaz de suscitar no seu aluno o seu próprio entusiasmo;
  • O mestre deve sê-lo até o fim, e ao mesmo tempo não ser só mestre, mas alguma coisa além de mestre;
  • No fim das contas, é a vida que educa;
  • O educador deve seduzir, envolver o organismo educando com o conteúdo sedutor do seu próprio exemplo;
  • O criador é sempre da espécie dos descontentes; só um estado de incômodo social prova uma mudança no aparelho psíquico;
  • O educador racional nunca educa, o pedagogo-educador não pode não ser um artista;
  • Os problemas da educação serão resolvidos quando forem resolvidas as questões da vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: